O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

A volta do passado que nunca deveria voltar


Lá adiante havia um muro.
Um muro havia lá adiante.


A América para os americanos. Oi? Desde quando loteamos espaços no mundo? Bairrismo? Alguma semelhança com a Terra dos Pampas? Oi? Se você achava que existia arrogância lá, não perde por esperar. Peninha.

Retrocesso comportamental é retrocesso econômico. 
Saber administrar uma empresa não é o único fator a se observar em um político.
A forma como ele vê o mundo fala muito sobre ele.

A foto é a mesma e NÃO é coincidência.
A volta ao passado no presente futuro.

Gente, não diga que o que acontece lá, não afeta aqui. Abra a mente, uau. Sim, existem grandes problemas aqui, e talvez muito piores. Mas Estados Unidos é a maior potência do mundo e influencia todo o planeta. Perceba. Quer você goste ou não. Enxergue além do seu umbigo. E inclusive, seu umbigo. Uma coisa não limita a outra.

Infelizmente, dias piores virão. Gente estranha. Que elege gente estranha. Que acredita na volta de coisas que jamais deveriam ter acontecido. E como disse uma amiga, o Hommer é o que existe de mais sóbrio no mundo. Ele já sabia:


Premonição?


Pena que não:


Quem me conhece, sabe que eu sempre valorizei e estimulei o empreendedorismo. São as empresas e empreendedores que movimentam o mundo. Mas não de qualquer forma. Não através do relativismo. “Ele rouba, mas faz” OU “Ele é radical, preconceituoso, separatista e tem uma visão machista e xenofóbica, mas “protegerá” seus cidadãos. Relativismo, no way.

Ainda, o mundo é globalizado a muito tempo, mas agora, pela proteção ao território “invisível”, vamos nos fechar? Proteger a incompetência? Proteção pela casta, no way.

Sabe, já contei essa: a alguns bons anos atrás, estive nos EUA. Precisamente Flórida. Conheci Cabo Canaveral, que tem uma base da Nasa, destinada a exploração do turismo. MUITO fiquei impressionada na época, e tinha uns 20 e poucos anos. Vi uma foto com o título assim: “IMAGENS DA TERRA” Ou em inglês “IMAGES OF THE EARTH”. E sabe o que aparecia? Somente os EUA. Sério. Ninguém me contou. Eu vi. E comentei com quem estava comigo (meu querido marido, na época), ele confirmou o que eu vi. O que eu li. O que eu me espantei, indignei, não acreditei. Arrogância? O que lhe parece?

Mesmo assim, eu adoro os EUA. Não me importaria nadinha em morar lá. Trabalhar e contribuir para a riqueza minha e do país em questão. Conviver com uma infraestrutura muito melhor que a nossa, entre outros benefícios. Um país com a essência do Marketing, que é minha área de formação.

Mas sei lá. Acho que acabou a chance. Afinal, um país que elege um presidente que diz que vai “devolver os Estados Unidos para os americanos”, acredita em coisas que são difíceis de entender nos dias de hoje.

Tenho a impressão que estou vivendo o DE VOLTA AO PASSADO NO FUTURO (ou seria DE VOLTA AO FUTURO DO PASSADO?)

Estou triste. Um presidente que acredita em muros, em divisão, em um mundo onde assediar mulheres bonitas é aceitável, mas cantar mulheres feias é imperdoável (entre outras coisitas básicas que ele manifestou acreditar), faz-me ter medo do futuro. Ao menos, eu acredito que se ele disse que acredita, irá agir de forma condizente com essa afirmação: preconceituosa e arcaica.

Veja matérias que separei para análise:











Algumas frases da internet e de matérias:

Existem momentos em que as grandes nações dão viradas bruscas. Quando se trata dos Estados Unidos da América, a virada afeta a toda a humanidade.

O mundo esperava ver a primeira mulher na presidência dos EUA e encontra um demagogo pela frente, um homem que reavivou algumas das tradições mais tenebrosas do país.

Seu mérito consistiu em entender o desconforto dos norte-americanos vítimas da tempestade da globalização, as classes médias que não deixaram de perder poder aquisitivo nas últimas décadas, os que viram como a Grande Recessão paralisava a ascensão social, os que observam desconcertados as mudanças demográficas e sociais em um país cujas elites políticas e econômicas os ignoram. Os brancos da classe trabalhadora – uma minoria antigamente democrata que compete com outras minorias como os latinos e os negros, mas que não tem um status social de vítima – encontrou em Trump seu homem providencial.

Em tempos de incerteza pode ganhar um candidato com os sensores para identificar os medos da sociedade e uma mensagem simplificadora que identifique o inimigo interno e externo.

Uma teoria é que uma vez no salão oval ficará mais moderado e que, de qualquer forma, o sistema de controle de poderes freie qualquer afã autoritário. A outra é que, ainda que esse país não tenha experimentado um regime ditatorial no passado, as declarações de Trump em campanha prevêem um viés autoritário.

Ele chamou a atenção do mundo ao falar diversas vezes na construção de um muro para separar o México dos Estados Unidos e prometeu banir os muçulmanos do país.

Algumas frases de Trump, O Grande:
(em vermelho, minha observação a respeito do item)

E alguns deles, eu confesso, são boas pessoas. Ainda bem que alguns! Ufa! Minha nossa...
Nova York está congelante, está nevando. Nós precisamos do aquecimento global! Oi? Eu li mesmo isso?
Tenho vários amigos fabulosos que vieram a ser gays, mas sou um tradicionalista. Vieram a ser?
Nosso grande presidente afro-americano não teve exatamente um grande impacto nos bandidos que estão felizes destruindo a cidade. Alguém traduz isso?
Parte da minha beleza vem do fato de eu ser muito rico. Tá, tá, tá. Não acredito que li isso.
Eu não preciso do dinheiro de ninguém. Vou utilizar o meu próprio dinheiro [para fazer campanha]. Não estou utilizando dinheiro dos lobistas nem tenho doadores. Eu sou rico… É esse o tipo de pensamento de que este país precisa. Ah, mas se eu sou pobre justifica ser corrupto? Sério?
Sou muito inteligente. Algumas pessoas dirão que sou muito, muito, muito inteligente. O que representa alguém pensar assim de si mesmo? E o que se diz de FALAR assim?
Ariana Huffington não é atraente. Compreendo perfeitamente porque razão o seu ex-marido a trocou por um homem. Ele tomou uma boa decisão. Sem comentários.
Todas as mulheres de 'O Aprendiz' flertaram comigo. Consciente ou inconscientemente. Já esperava isso. Como se flerta inconscientemente? Por telepatia? O cara é demais. Muito homem mesmo.
A minha parte favorita [do filme 'Pulp Fiction'] é quando o Sam está fora do restaurante com a sua arma e diz ao tipo para calar a sua namorada. «Diz a essa cabra para estar calma. Diz: 'Cabra, tem calma'. Eu adoro esses diálogos. Entendi. Mulheres são cabras. Homens: bodes velhos.
Estou ansioso por mostrar as minhas finanças pessoais porque [as minhas contas bancárias] são enormes. Imagina o seu lindinho. Deve ser AQUILO.
Quando dormia com uma das mulheres mais bonitas do mundo pensava na minha infância em Queens e dizia para mim mesmo: “Acreditas no que consegui?” Mulheres são somente uma questão estética para ele?
Elas deixam-te fazer isso. Podes fazer o que quiseres. 'Grab ’em by the pussy. Ok, meninas, façam isso: agarre-os pela vagina. Uma geração inteira de lindas meninas a esperar fofos homens ricos.

Alguns comentários de amigos muito legais, no Face:

  1. Depois do 11/9, o 9/11.
  2. Ele é populista e fala o que a massa quer ouvir, sem filtro, como muitos dos nossos. O americano médio, cansado de uma economia cambaleante, vai atrás do canto da sereia.
  3. Com todo carinho, desejo um feliz Trump Day para os amigos.
  4. Em 2020: Camacho, Presidente. O mundo já está pronto.
  5. Meo Deos! O Bolsonaro norte americano venceu! O mundo que se cuide!
  6. Iniciando a campanha: Intervenção alienígena já!
  7. O que significa bolsas caindo no mundo inteiro? O sujeito vai liquidar suas posições e fugir do planeta?
  8. É a realidade sem disfarce de um cretino corajoso.
  9. Aqui, sozinho nesse barco, vendo o discurso da vitória de Trump, tô chorando mais do que sozinho em Auschwitz.
  10. Darth Sidious é o novo presidente dos EUA.
  11. Acordei em uma realidade alternativa em que Donald Trump é o novo presidente dos EUA. Tô me sentindo o Marty Mcfly quando volta prá Hill Valley e encontra o Biff como dono do mundo!
  12. A última vitória dos babyboomers do interior dos EUA.
  13. Levem passaporte com visto quando forem ao McDonald´s.
  14. Unbelievable.


Sinceramente. Triste. E termino com essa frase: O ser humano não tem limites. De toda forma.


“Vitória da misoginia, da xenofobia, do racismo, da intolerância, do cinismo.” (Da internet, e concordo e muito)

Em tempo: durante o dia de hoje, ela disse: "Desculpe por ter perdido". Eu a admiro mais ainda.

Lastimo realmente muito. Algo me diz, que o mundo perde muito. Veja mais:
http://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2016/noticia/2016/11/hillary-discursa-apos-derrota-para-trump.html

Música para inspirar esse momento:  

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email