O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 11 de março de 2017

Valorize suas amizades



Ok. Vivemos uma época estranha. De total "eu sou o mundo e o mundo é meu". Então, a frase do momento é: "Me engole ou me vomita. Ficar mastigando, não dá".



Ah, tá. Tá mesmo? Assim, no seco? O tempo todo, para tudo? HELLO. É não. Respeite as amizades. Inclusive as virtuais. Respeite o perfil alheio.

Se você tem um amigo/amiga que você gosta, mas vocês divergem em algum aspecto, porque você insiste em comentar a divergência em uma postagem que ele/ela posta no perfil pessoal dele/dela?

Das duas uma: ou você não dá valor àquela amizade, ou tem a pretensão infinita de mudar a opinião dele ou dela.

Ou pior: não sabe perder uma argumentação. Valorize mais as relações. Pode perder uma grande amizade. Diminua o nível de vaidade intelectual.

A gente não precisa concordar em tudo para adorar alguém. Mas nem por isso, precisa mudar sua opinião.

E as redes sociais não precisam ostentar infinitas polêmicas. Polêmicas, são para serem desenvolvidas pessoalmente. Preferencialmente, em uma mesa de pub/bar/restaurante. Discussão acompanhada de um bom clericot!

É que "Brasilien People" torna toda discussão uma polêmica desnecessária. Imaturidade. Certo.

Não poste pelas curtidas. Poste pelo conteúdo que você deixa para o mundo.

E não. Não deixarei de expressar minha opinião em meu perfil. Mas respeitarei sempre o perfil alheio. E se você tem um amigo (amigo???) que deixa de ser amigo, por uma postagem sua em seu próprio perfil, bem... você sabe o que ele é.

Um extremo. Um limite. Um eterno muro. Jamais uma ponte. Algo ou alguma ideia. Saiba a hora de parar de discutir. E por favor: não provoque.

Precisamos aprender mais isso. Porque às vezes, não é só um direito. É um dever. Uma demonstração de educação. Inclusive, digital.

Se fecharmos mais a boca nos perfis alheios, manteremos mais portas abertas. E please: educação também é não provocar discussão. Cutucar menos.

Vergonhoso é explorar a fé



Ouvi uma entrevista na Gaúcha, onde um líder religioso em voga atualmente, falou: “A base da sua fé é dar oferta”, questionado pelas doações que recebeu.

E outra pérola: “Não sou um Pastorzinho de fundo de quintal”.

W H A T ??? Ninguém me contou. Eu ouvi. E quase bati o carro quando ouvi isso.

O poder está na mente? Sim. Na mente que não mente.

Que nossos sonhos superem nossos pesadelos. Estranho que muitos que frequentam igrejas, não lembrem disso.

Às vezes, tenho impressão que fiquei um tempo fora, tipo abduzida. E nesse tempo, aconteceu uma "Convenção das Bizarrices". Algo similar. Porque tem coisas, que não é possível entender. Certas posturas e visões... HELLO.

Drama, só em filme. E olha que nem sempre. De toda forma, tem que ter um roteiro muito bom. Senão, não convence.

A mentira está tão enraizada em nossa sociedade, que existem aqueles que nem sequer tem noção, de que ela seja um mal de nós mesmos. Por isso, precisamos falar sobre isso. Mentir não é bacana. Precisamos falar sobre caráter.








Veja alguns links:


EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email