O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Iguais Diferentes e Burning Man


Mesmo que sejam lados opostos, podem ser iguais-diferentes.

E isso pode ser muito bom em algumas coisas. E muito ruim em outras coisas. Então??? A questão é saber S.E.P.A.R.A.R. E viver bem com isso.



Burning Man. Homem como ser, em chamas.

Chamas
de
paixão
Pela energia que brota de cada ser humano por todos em um só.



É mesmo. De perto ninguém é assim... vamos dizer... normal! Quem foi meu aluno vai lembrar que eu dizia: "Não seja Miss ou Mister Buff". Gente que sempre tá bufando/revirando os olhos:

C
H
A
T
A
ao extremo e #vaidarquepassa! Hello e vai viver.


Gente doida nos faz perder tempo


Tempo perdido? Sim e não.
É o tempo que nos perde!

Isso vale para relações íntimas, diga-se de passagem.
Crush ou "Coisinha de Jesus", como brinco.
Peguetes ou affairs.
Ficantes.
Projetos de namorados.
Aquele ou aquela por qual você nutre segundas e milhares de intenções e às vezes esconde.

Sabe, tudo na vida precisa ser cultivado. A isso, chamamos respeito. Estamos vivendo um tempo, em que essa virtude é rara. E acontece até com aqueles que a gente diz: "Poxa, mas parecia tão legal". É. Parecia. Bipolaridade passageira? Vai ver.

G
E
N
T
 E 
muito doida.




PS: E isso vale para visualizações sem os dois risquinhos azuis.
PS 2: Não. Eu não quero ser assim. Nunca fui. Nunca serei.
PS 3: Obrigada De Nada.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Namorando ou Ficando?


Por que morrem de preguiça os rasos? Porque a profundidade impulsiona.

Não tenho paciência com a falta de profundidade. Com o faz-de-conta. Nesses casos, é de rachar o crânio.


Nós não deveríamos nos unir a quem representa problemas.
Somente a quem nos entrega:
Chocolates ou tudo que representa o amargo mais doce
Sushi e sashimi como se fosse a primeira vez
Morangos + Perfumes + Rosas + Viagens + Festas
A lua
O sol


A gente deveria ter do lado da gente aquele ou aquela que transforma...
... até um anel de papel de bala, em jóia.


Uma pergunta postada no perfil de amiga, me deixou curiosa: Então, o que significa "Relacionamento aberto"? Minha resposta no post dela foi "Sem cobranças, sem compromisso, sem sentimento e sem futuro. E em resumo: sem maturidade. Egoísta".


E como faz aquele que desce a duna com emoção?
F
e
c
h
a
os olhos e vai. Sobe e desce. Sempre. Mais. E mais.



Égua! "Tá junto ou tá meio junto?" É. Talvez estejam faltando mais O Zecas e A Zecas no mundo. É. Égua. Descobri. Eu sou uma Zeca.

PS 2: Acho que a pior coisa que a minha geração hedonista inventou, foi a história do "ficar". Fica-se demais, mas tem-se de menos. E isso reflete na época que vivemos. Época de liquidez em tudo que se faz, diria Sygmund Bauman.

Cardápio de Opções


UM CARDÁPIO DE OPÇÕES. Vivemos isso.
Opção.
A opção é uma coisa boa.
Mas é uma coisa ruim.
Cansa.
Estressa.


E faz com que aqueles que não sabem exatamente o que querem, tenham uma constante indefinição do que seria legal ser prioridade. Afinal, enquanto existirem opções (e somos nós que as definimos como opções) não existirá de fato, prioridade.

Vale para trabalho.
Atividades.
Habilidades.
Relações em geral.


Priorizar é escolher. E escolher, determina que não poderemos ter tudo em nossa vida.

This is the question.
Ser ou não ser.
Ter ou não ter.
Ou isso ou aquilo.


Nem sempre, e quase sempre, poderemos ter, estar, ficar ou pertencer a coisas/situações/pessoas conflitantes de nosso esforço, tempo, dedicação e sentimento. Então, a regra do “8 ou 80”, para muitas situações da vida, é sim, a maior prioridade. E na boa, deveria ser a única.


Por isso, escolha. O que lhe faz feliz? O que você quer da vida? Das pessoas? O que é você?

Adaptar-se é bom. É legal. Mas não pode ser o tempo todo. Ou pode, sei lá. 

Em algum momento, você para de parar. Ou de seguir. Ao menos um pouco. A questão é: que momento?

Na real, não é que não se faça questão, mas legal é fazer questão de quem faz questão da gente.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Direto do Túnel do Tempo: 50 anos


Porque nunca ficamos do mesmo jeito. Do jeito do tempo.

Ao vento. 
No relento. 
Sem cabimento.

Mudamos. Por fora. 

Crescemos. Por dentro.

Por isso, a evolução diz mais respeito ao cérebro e à alma, do que à estética.

Por isso, sejamos "Manawa opiopio uhane". Forever. Aloha.

Amazona dos céus. Quem disse que o olho perfeito não é o olho que é de mel?





Mudamos. Melhoramos. Mitamos. 
Somos um mito que não imita mas milita.
Milita o amor. A amizade. A perseverança. Esperança.
De crescer.
Florescer.
Não morrer.
Por dentro. Por fora. Somos um só em todos os momentos da vida.

Por isso, a evolução diz mais respeito ao cérebro e à alma, do que à estética.

Por isso, sejamos "Wairua taitamariki tonu". Forever. Aloha.

Cabelos ao vento que não venta. Uma cruz que me traduz: vampire. Pose de capa de revista importada? Olhar de alma. Da alma. Angélica anja angelical.


Talentos inesperados. Não de estética. 
Mas de performance. São um romance.
São a vida como ela é todos os dias sempre e agora e amanhã.

Intérpretes de vidas. Somos nós. Vós. Eles.
Nascemos para brilhar. Espalhar.
Espelhos da alma.

Por isso, a evolução diz mais respeito ao cérebro e à alma, do que à estética.

Por isso, sejamos "Umphefumulo Njalo abasha". Forever. Aloha.

A busca da visão. Além do alcance. Sapeca sapecando. Hum. A analisar. Elementar, meu caro detetive. Tchau, Betty Boop. O que que você pensa? Francesa de alma. Telefone ainda existia. Isso é telefone. Aham. Barco. Como não amar? Velejar... Vamos viajar?


Então, o tempo passou. Voou.
Acelerou. 

Mas a pessoa que assim começou, continuou.
Nessa, até o fim.
Como carmim. Lembro a mim.

E quando nova começar, lembrará.
Mas jamais, passará.
Ficará.

Por isso, a evolução diz mais respeito ao cérebro e à alma, do que à estética.

Por isso, sejamos "Always young with soul". Forever. Aloha.

Ah, exotismo que lhe pertence. O que você pensa da vida? Executiva Persona. Foto para currículo. Sorrindo com os olhos. Liza Minelli. 


Por dentro. Por fora. Somos um só em todos os momentos da vida. E SOMOS MUITOS.

Por isso, a evolução diz mais respeito ao cérebro e à alma, do que à estética.


Por isso, sejamos "SEMPRE JOVENS DE ALMA". 
Forever. Aloha.


EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email