O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Psicopatas são pais da violência e primos do preconceito


Eu não gosto de psicopatas. Mas caso fosse uma profissional que estuda a mente humana, esse seria um estudo que faria, com certeza.

Talvez um pouco pelo meu lado analítico, outro pouco pelo lado scorpio, que muito observa e vê com a mente, a mente humana. E busca a mente que não mente.

Não é a toa que nosso objeto alvo, é o olho. Olhos = portas da alma. E quando a criatura não tem alma ou tem um buraco negro no lugar dela... a coisa fascina. Até seduz. Mas assusta. Preocupa.

Já falei, escrevi e li a respeito, e é óbvio que por não ter a formação técnica e profissional para falar do assunto, esses são e serão sempre textos pessoais, ou seja, analíticos sob o ponto de vista do meu ponto de vista. Logo, não são acadêmicos, criaturas que pesquisam em blogs. Estamos entendidos, lindinhos ou lindinhas que me lêem?

Aliás, o meu muito obrigada a todos vocês que lêem os textos até o final. O mundo precisa de mais gente com menos síndrome da falta de atenção nesse mundo. Porque olha só: se você não consegue ler um texto até o final, muitas vezes não vai entender que o título da chamada era só uma forma de fazê-lo ler até o final. E por isso, a chamada às vezes é mais polêmica que o próprio texto. Técnica de escritor, comprende, niño y niña? Muchacho?

Voltando ao “Jack, O Estripador” ou “Hannibal” (Opa!), digo, aos psicopatas, isso pode ser útil (ou não, vai que esses hábitos indiquem VOCÊ?): http://www.vix.com/pt/bdm/comportamento/5-habitos-comuns-que-podem-indicar-que-uma-pessoa-e-psicopata-segundo-a-ciencia

E SIM. Cada vez mais, MAIS precisamos falar sobre eles. Porque definitivamente, eles estão entre nós.

E são eles, e por eles, que muitas vezes, dissemina-se o preconceito. Outro assunto que tanto falei. E olha só o que circula pela internet, e vale a pena transcrever, para pensarmos a respeito, escrito por uma criança angolana:

“Quando eu nasci, era preto.
Quando cresci, era preto.
Quando pego sol, fico preto.
Quando sinto frio, continuo preto.
Quando estou assustado, também fico preto.
Quando estou doente, preto.
E, quando eu morrer, continuarei preto!
E você, cara branco...
Quando nasce, você é rosa.
Quando cresce, você é branco.
Quando você pega sol, fica vermelho.
Quando sente frio, você fica roxo.
Quando você se assusta, fica amarelo.
Quando você está doente, fica verde.
Quando você morrer, você ficará cinzento.
E você vem me chamar de “Homem de cor”?!!!”

E por que da violência? O psicopata é pai dela? Sim. Porque se ele não a gerasse e contribuísse para seu crescimento, muito dela não se desenvolveria. Muito mesmo. A violência é gerada antes na mente, que produz ações que a alimentam.

Mas uma coisa, o psicopata tem de muito bom: uma mente extremamente ativa. Pena que para o lado negro da força.

Fique de olhos bem abertos. Da alma. Se você a tiver.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email