O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Estudar é verbo, não adjetivo



Só nos tornamos vitais como estudantes ou como aquele que estudou quando fazemos acontecer. E que o mercado entenda isso, POR FAVORZINHO.

Mas estudar resolve tudo? Não. Estudar não resolve tudo. Até porque nem sei se está valendo aquela lei de que se você tiver universidade, recebe cela especial (caso seja preso). Recebe? Sei lá.


Mas ÔPA! Isso não é uma apologia ao não estudo. Ainda mais, vindo de uma Profe de curso técnico, focada em Administração. Estudar é e sempre será muuuuuuuuuito importante.  Com certeza. Mas não para representar um aumento salarial (infelizmente, a vida real mostra que infelizmente, existem muitos diplomados com salários mais baixos que muito operário. Nada contra os operários, mas não me parece justo, não acha?).

Lei de mercado? Não acho. Falta de visão de quem contrata, o que torna isso uma realidade do mercado, uma prática indesejada e que só faz com que profissionais não qualificados façam bobagens homéricas por aí. E outra: gente que trabalha por salários baixos, quando qualificado, também sujeita o mercado a essa realidade. É conseqüência de uma realidade dolorosa.

Acho que preservamos coisas desnecessárias e fora de nossa realidade (https://catracalivre.com.br/geral/universidades/indicacao/voce-e-contra-ou-favor-de-tcc-para-garantir-o-diploma/), e não valorizamos outras necessárias, que são valorizadas em países com alto índice de desenvolvimento humano (http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,na-finlandia-a-profissao-de-professor-e-valorizada-imp-,1035943).

E essa de ser chamado de doutor? Quando acabarão com essa bobagem? Acha que porque tem diploma é doutor, criatura? Já citei esse ótimo texto a respeito, mas de novo, Teletubs: http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/09/doutor-advogado-e-doutor-medico-ate-quando.html

Na realidade, considero que tudo é uma conseqüência. E por isso, o assunto não se esgota. E precisa sempre e mais ser discutido. Enquanto isso, pessoas fazem desse assunto, o mais relevante de muitas vidas. E pessoas assim, merecem todo nosso respeito. Porque estudar, muda vidas. Não somente pelo conteúdo, mas pelas experiências: http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2016/10/professor-faz-csi-em-escola-e-desafia-estudantes-resolverem-crimes.html

O que nos torna necessários não é somente o ato de estudar ou fazer estudar. Mas no que transformamos o conhecimento transmitido e assimilado desse estudo. Estudar é verbo, não adjetivo. Pratique.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email