O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Desafios dos novos políticos: que saibam administrar



A política está por um triz. Imagine os políticos. Cansativo falar disso, mas vital demais.

E você pode pensar: “Eles se candidataram, ganharam, agora agüentem o tranco”! É, mas não é bem assim. O que eu (você) tenho (tem) a ver com isso? O “Problema é deles”, você pode dizer.

E o Keko? O Keko tem tudo a ver, tudo mesmo. Coisas precisam ser pensadas a respeito disso. E analisadas. E feitas.

Ouvi de uma conhecida: “Acho que só vou voltar a votar em vereador quando estes não tiverem mais salário. Vereador não é profissão, e que tenham ajuda de custo quando estiverem presentes ou comprovem de fato, estar realizando uma tarefa realmente, pública”.

CONCORDO E MUITO! Vereador com salário? Beeeeeeeeeem a analisar.

E ela continua: “E que o prefeito tenha salário, desde que cumpra efetivamente o turno integral de trabalho, como uma jornada normal a qualquer trabalhador”.

CONCORDO E MUITO! E preferencialmente, que não possa ser reeleito sequencialmente, ou seja, fique os 4 anos e depois só possa concorrer novamente passados 4 anos. Para que não aconteça a continuidade e a “proteção” ao seu trabalho dos 4 anos passados.

Na real, a realidade política brasileira apresenta essas 3 questões:
Acompanhe o RANKING DOS POLÍTICOS. Ótimo!

E levanto essa bandeira: MENOS POLITICOS, MAIS EMPRESÁRIOS! Inclusive na política! Veja esse exemplo: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/joao-doria-vence-1o-turno-e-e-o-novo-prefeito-de-sao-paulo

Sua vitória pode ser interpretada como a real necessidade de administradores também na política. Muito bom. Demagogos cansam um bocado. E a questão não é se ele é bom ou não. A questão é que precisamos construir um país mais empreendedor.

Então, em resumo, quais os principais problemas que um prefeito, de modo geral, encontrará pelo mundão Brasil?

  1. A rejeição daqueles que perderam (aliados, amigos e outros dos partidos concorrentes)
  2. O descrédito das pessoas com relação à classe política e a crescente desmoralização (escândalos de corrupção pelo Brasil)
  3. O excessivo número de funcionários públicos e CC´s (os “Cabides de Emprego”)
  4. As despesas deixadas pelo prefeito anterior
  5. A falta de dinheiro geral (especialmente se você for um prefeito do RS)
  6. Os problemas enfrentados na Administração do Estado, "transferindo" responsabilidades, por parte da opinião pública, aos municípios
  7. Os problemas comuns e “existenciais” (permanentes) de falta de infraestrutura urbana, a incapacidade sistêmica de atender à demanda com relação aos problemas de saúde e mobilidade urbana, a impossibilidade de conter a violência e a criminalidade, questões precárias com relação ao ensino e à educação e à moradia com condições dignas à população



Força a todos administradores públicos de municípios. Sejam profissionais. Saibam tomar decisões. VOCÊS TÊM UM ÁRDUO TRABALHO PELA FRENTE, para que não acabem assim:


Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email