O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Burros Muros



Democracia é negociação e não radicalismo e teimosia. Essas são palavras de um amigo meu, e CONCORDO E MUITO com ele. TCHÊ.

Deus... nos dias atuais ter gente que pratica ou pensa assim (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/10/1819913-em-plebiscito-informal-95-votam-pela-separacao-da-regiao-sul.shtml), me deixa muito triste. E também em função disso, somos (nós, gaúchos) piada nacional. E tenho a impressão que, com atitudes assim, quem não nos quer, são os outros Estados. TCHÊ.

Beira a lastimável e surreal tristeza da nossa realidade separatista regida por neandertais castas sociais. TCHÊ.

Já falei tanto sobre essa questão, que não vou me repetir. PREGUIÇA DE TANTA BOBAGEM. TCHÊ.

Por isso, separei algumas referências (TCHÊ???):



Alguns trechos que ilustro (AI, TCHÊ):

“O texto fala na “abominável sangria tributária da região Sul”. Ou seja, tira-se dinheiro daqui para levar a outras regiões. O movimento parece considerar isso um absurdo, quando na verdade é a base de qualquer país do mundo.

Ok, o Sul é um pouco mais rico do que outras regiões. Então, não deveríamos ajudá-las? Qual seria o próximo passo? Separados os três estados, começariam a expurgar as regiões mais pobres dentro do novo território para não atrasar os demais?”

URRA, MEU! Se eu puder escolher, quero ir para SAMPA, pode ser? Ou do lado de quem tiver água. Ou petróleo. Ou oxigênio. Sei lá, entende? 

 O que já escrevi a respeito:


Não apoie uma ideia bairrista e de separação. Não apoie a volta dos militares. Não apoie a volta do Hitler. Opa, ele já morreu? Então, o deixe enterrado e todas ideias que estimulam a construção de muros e divisões. Tudo aquilo que diz que alguém é maior que alguém, que sua raça é superior (percebe a semelhança???) ou que insere alguém em patamar acima só pelo DNA ou o lugar onde nasceu... desconfie.

Eu sou gaúcha, tchê. Mas não sou limitada. Emburrada. Aplumada. Abobada. Hello e PLEASE.


Muros separam. Limitam. Iludem. Manipulam. Explodem. Aniquilam. 
EMBURRECEM.


E falando em muros: GRANDE MURALHA DO SUL. Eita. Vergonha alheia.

Só rindo. Não sorrindo. Chorando. E só chorando. Oremos.




PS: A milhões de anos atrás, fui apresentadora de um programa em Rádio de Novo Hamburgo. Era um programa de entrevistas, ao estilo do JÔ (CHIQUE, EU). Entrevistei um líder muito importante de um movimento muito estranho que defende coisas muito estranhas. Não queira saber o que se ouviu. UAU.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email