O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Ser professor é fazer pessoas modificarem a partir de você






Entendo muito bem o que o JJ Camargo fala nesse texto. Me emocionei, é claro. Sou Professora por vocação, não de formação. Amo dar aulas para adultos. Amo.

Mas não é minha primeira profissão. Sou um ser da Comunicação na essência e formação.

Já tive turmas amadas e que me amavam, e outras, nem tanto. A unanimidade não existe. ALGUNS TE AMAM. OUTROS TE ODEIAM. Seja quente ou seja frio, não morno. Já disse alguém antes de Dóris.

Lembro bem que sempre apreciei as turmas que começavam comigo o curso de ADM. Ou aquelas que eram motivo de reclamação de outros colegas, na nossa sala dos profes.

Tive várias turmas especiais. Quase todas que tive, tornaram-se especiais. Acabava amando. Depois de passarem por minha orientação/parceria, os chamava de TROPA DE ELITE DO MERCADO.

Não esqueço que esse apelido carinhoso foi dado a primeira vez pelo estímulo de um aluno, que chegou a inserir isso em um trabalho. Ele mencionou que depois de passar pela Profe Dóris, ele podia sentir-se de uma TROPA DE ELITE.

Então eu criei o que chamava de TROPA DE ELITE DO MERCADO BY PROFE DÓRIS.

Ainda, de todas as turmas que tive e que se tornaram isso mesmo (além de serem os 5% do mercado), uma em especial, me marcou. Não porque os amei mais, deixem de ter ciúmes os outros. Vocês entenderão o motivo.

Criamos uma # que nos representava. Tínhamos grito de guerra. Eles tornaram-se uma grande equipe. Se fosse treinadora, eles teriam sido A equipe que ganharia a Copa do Mundo.

Foi uma turma que era a mais "rebelde", na escola que era a maior da rede. Todos profes diziam: "Cuidado, você vai se incomodar".

Nunca esqueço: Cheguei no primeiro dia, e, sem citar nomes, disse para eles a fama que tinham.

POR QUE? Porque os desafiei. Eu disse: "Vocês podem continuar com seus comportamentos não tão legais e seguir com essa fama. Vocês e eu sofreremos, mas eu não vou ceder a vocês. Serei dura com vocês. Vocês não me metem medo ou... 

... vocês podem tentar mudar. Sigam minhas orientações, dediquem-se, parem de fazer Ctrl C e Ctrl V, estudem mais e parem de usar o What´s na sala. Eu vou dar o máximo do meu conhecimento. Vocês vão dar o máximo de vocês. Não quero desistir de vocês. Vocês estão comigo"?

O QUE ACONTECEU?

Alguns, me odiaram. Acho que uns 4 trocaram de turma. Saíram me chamando de louca. Mas os que ficaram... mudaram e fizeram acontecer. E veja MAIS:

Em um concurso interno de projetos apresentados em toda unidade (e foram muitos projetos), TODOS os vencedores foram dessa turma. TODOS. TODOS OS PROJETOS VENCEDORES FORAM DESSA TURMA.

POR QUE CONTEI ISSO?

Terei eterno orgulho dessa turma e serei eternamente grata a eles. Essa experiência, nunca esquecerei. Não pela vitória dos projetos, necessariamente. Mas porque eles transformaram-se em vencedores. Acreditaram em si mesmos.

Quem são eles? Eles sabem quem são. Amo vocês, 106. Sempre melhor ainda.

NUNCA ESQUEÇAM DE SEUS VALORES. Vocês são THE BEST, hellooooooo.

E já que profes são pais adotivos, acredito muito nisso também para a educação/o professor:


Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email