O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Crianças fazem o colorido da vida




ESTIMULAR CRIANÇAS É COLABORAR PARA UM MUNDO + COLORIDO

Crianças são seres especiais. Mas exigem trabalho, e muito. A recompensa você pode perceber a cada dia.

É só observar de forma crítica e não emocional demais. Ou nem sempre. Eles podem ser motivo de orgulho ou de vergonha. Sim, até mesmo, isso. Perceba e acompanhe seus comportamentos. Avalie. Responsabilize-se.

E principalmente, estimule a criatividade e fantasia deles.

Faça-os dividir, pensar de forma coletiva. Formar uma equipe com sua família e amiguinhos.

É lindo percebê-los, estimulá-los e cativá-los. A recompensa sempre vem. Passeie na floresta, conte estorinhas, deixe-os brincar na lama. E pule junto com eles. Seja exagerado nas fantasias. Faça caretas. Ria junto. Palhação.

Amo quando os dois eternos homens de minha vida (meus sobrinhos), me chamam para montar cabaninha, contar historinha na floresta e me dizem (especialmente puxado pelo mais velho):

"Tia Dóris, você é engraçada!". Ou quando eles dizem espontaneamente ou me retribuindo (até porque digo isso sempre para ambos):

"Eu te amo, Tia Dóris." Ou "Tia Dódi".

Sou apaixonada eternamente, nessa e em todas por esses dois. Eles só me fazem gostar cada vez mais de crianças.

E me desculpem as meninas (amaria sobrinhas da mesma forma), mas meninos são muito interessantes.

Sejam sobrinhos ou lindinhos em minha vida. Sempre com a adrenalina nas alturas, mesmo os tímidos ou mais quietos do que nossa forma mulher de sempre tornar tudo uma DR, nos fazem sempre muito bem.

Tenho orgulho de todos os acertos deles e tento corrigir aquilo que talvez não seja tão bacana, neles. Para que eles tornem-se pessoas melhores não somente para Dóris, mas para o mundo.

Nicolino que não é pepino. Oliveto que não é graveto. Love Forever.

Amo meus irmãos também forever e os agradeço, pelo querer maior que me proporcionaram: amar intensamente meus sobrinhos.
       



Que tenhamos menos títulos de doutor e mais educação em casa. Sempre digo que o problema do Brasil, é cultural.

Separei isso desse maravilhoso texto-patrimônio da ótima Cláudia Laitano:

"O que a crise política e econômica está jogando na nossa cara é a dificuldade de todos nós – trabalhadores, empresários, políticos – de construirmos um país de baixo para cima honrando a democracia e a civilidade todos os dias, em todos os níveis e usando a educação para ampliar os horizontes e não apenas as distâncias sociais."

Distâncias intelectuais não deveriam acontecer, porque podem ser para sempre. Que aconteçam as econômicas, pois essas são situacionais. Circunstanciais.

Por isso, estimule suas crianças. Não as torne arrogantes, mas mostre que estudando, lendo e aprendendo, qualquer uma e todas, podem mais.

Afinal, aqui no Brasil, não vivemos em castas sociais. Ao menos, não oficialmente.

Logo, estimule suas crianças. Filhos, netos, sobrinhos, vizinhos, alunos. Todos. Todas.

Para construir um mundo melhor, aproxime-se de uma criança. Observe-a. Conduza-a. Seja amigo e instrutor. Salve uma vida, salve o mundo.


Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email