O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Pegação Volátil




Pegação Volátil e Cultivando. 

Eis a questão. Ou seria OU?




Ou A Era do Pegar, como diz um ex professor de Comunicação. Época estranha. Com gente esquisita. Mais não tem volta. Cá estamos, e ficaremos por um tempo.

Isso significa que persistirão os tempos voláteis, ou de “Amores líquidos”, como muito bem esclarece Bauman, em sua série de “Liquidez” (pelos meus cálculos, ele escreveu 37 livros sobre hábitos e comportamentos humanos, e separei os da série citada):



Sabe, ouvi algumas pessoas (curiosos, não tão estudiosos do comportamento humano como Bauman), o considerando (Bauman) um pessimista. Pois não concordo. O considero extremamente realista. Visionário, sob certo aspecto. Quem leu Alvin Tofler, visionário que já nos alerta para várias questões que estão acontecendo e nos alerta desde a década de 70, sabe do que estou falando. O Alvin (e não o Esquilo), falava sobre muitas coisas que estão acontecendo. Ele tinha um pacto com o “Demo” ou algo do tipo, para saber o que estava acontecendo? Pois não. Ao menos, creio que não. Apenas era um estudioso do comportamento humano associando isso ao consumo e como as empresas trabalhariam com isso.

Sabe, ouvi de um conhecido (ou melhor, li, em um depoimento da pessoa em sua timeline de uma rede social), que ele até mesmo considerava Bauman como um velho que não era feliz, em uma expressão mais ou menos assim. Eu discordo muitíssimo disso. Mesmo porque, sinceramente, se Bauman é feliz ou não, isso não tem relevância dentro do contexto de um conceito tão importante que ele trouxe para nossa análise.

Mas afinal, em resumo, o que envolve esses “TEMPOS LÍQUIDOS”, de amores e todas as relações construídas (ou melhor, NÃO construídas) de forma completamente voláteis, do que chamo de “PEGAÇÃO VOLÁTIL” ou a “BIPOLARIDADE INDISSOLÚVEL”, onde a principal característica de grande parte das pessoas é a DISSONÂNCIA COGNITIVA?

- Transformações dos paradigmas desenvolvidos muito recentemente, ou seja, todo tempo o tempo todo agora já;

- Fragmentação do indivíduo, ou seja, ele torna-se vários em um só (não é a toa que tudo tem tornado-se bipolar);

- Desregulamentação de tudo (política, social, econômica), onde as instituições perdem seu respeito como imagem;

- Incertezas constantes e previsão de um futuro somente em curto prazo.



Nossa época é tão frágil que aqueles que têm certeza do que querem e são, O SÃO praticamente seres de outro planeta, estranhos à maioria. Ter certezas hoje em dia, é praticamente um defeito. O “normal” acaba sendo a indecisão, o não quero isso mais quero, a loucura da não escolha.



Zeitgeist (pronúncia: tzait.gaisst) é um termo alemão cuja tradução significa espírito da época, espírito do tempo ou sinal dos tempos. O Zeitgeist significa, em suma, o conjunto do clima intelectual e cultural do mundo, numa certa época, ou as características genéricas de um determinado período de tempo. Veja: https://www.youtube.com/watch?v=5OZLr4mGYcI


Pesquise Avatar, Matrix, Minority Report: Realidade Virtual é o canal do real.



Tem que cultivar! E antes disso, respeite aquele que faz isso por você. E valorize. Na época que vivemos, época da "Pegação Volátil", valoroso é quem tem paciência em nos esperar, assistindo nossa evolução.

Era do Pegar = sem vínculos.

Que a gente (ser nem tão humano) sobreviva a tudo isso.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email