O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Percebendo o valor do NAMOR




É isso mesmo. Namor. Namorar com amor. 
O que é isso? 
Namor é estar tão envolvido a ponto de amar um bocado.

Mas completamente visceral a ponto de querer querer a pessoa.

A Geração Whats (e isso envolve a todos de todas as idades que usam a p... desse aplicativo queridONHO (de medonho)), está esquecendo o valor do UM SÓ. Ou UMA SÓ. Há que se ser fútil nas relações. Tá facinho, né?

E aí, a gente fica dizendo "Olá aqui", "Oi ali"... e de repente: tzzzzzzzzzz! FISGOU!

Taí. As pessoas tão pegando rapidinho via A FERRAMENTA. E não é só o Whats... tem toooooodos aplicativos de paquera a fú, pelo mundão.

Legal, tá bem. "Era do Pegar". Não é mais só ficar. É pegar.

Mas um dia, um dia mesmo, você percebe que jogou a toalha e a sua vida fora. Seu tempo. Tudinho. E aí... "não tem tu, vai tu mesmo". Mesma. Tá acostumado, né? Aí é que está. Relacionamento não deve ser COSTUME.

Amores livres? Casais de relacionamento aberto? Ok, pode ser sua escolha. Mas sabe que, na boa... tenho minhas dúvidas. Careta sou?

Sou não! Olha, que sou não mesmo. Mas na boa... eu curto a exclusividade. Um por vez é mais tranquilo. E aí... segue-se na busca? É?



Como disse um amigo, namorar-se dá água na boca! 
O que é isso?

- o acordar de conchinha (não precisa ser todo dia, tá namorando, lembra?)
- o conversar depois do sexo (sim, isso é possível e muito bom)
- tomar uma taça de vinho depois e entrar na segunda etapa (experimenta)
- abrir a porta do carro (ou do ônibus, trem, segurar o skate da mina)
- ser gentil em pequenos detalhes (trazer significância para a relação)
- escolher músicas-tema (para vários momentos da sua história)
- olhar no olho muitas vezes (sim, e até lá, naquele momento special)
- fazer programas juntos (surfar, comprar, chimarrear, planejar, chorar, beijar muito)
- e tantas outras coisas que só um namoro de verdade, faz por um ser humano

NADA é mais forte que uma relação de verdade. 
E se não for, que não seja.

E sabe mais? Quando eu era adolescente, na cidade onde morava, conheci um casal que todo mundo achava lindo. Eram chamados dos "Eternos Namorados". Não moravam juntos, mas eram lindos juntos.

Dava prá perceber o amor, e mais, o namor. Ah... o NAMOR...

MAS EI: ERAM FIÉIS. Nunca se soube de nada extra de nenhum deles. Nunca se viam lágrimas. Nunca.

Não tiveram filhos. Eram muito felizes. Até que um dia, resolveram morar juntos. Lastimavelmente, acabou em 4 meses. Uma construção de anos, acabou em 4 meses. Quatro meses.

Ok, você vai dizer: precisa-se casar para constituir uma família. Quer saber? Vai catar coquinho no monte Everest! Hello!!!

Família é quem se ama. Família é quem se NAMOR. NAMOR MAIS. E quer saber mais? Quando você conseguir encontrar aquele NAMOR tudo de bom, para os dois, não pense duas vezes. Vai e se joga.

QUEM NÃO QUER ISSO? Pois TODOS PODEM TER. Só basta o um e o dois, querer. QUEREREM.


"Agir, eis a inteligência verdadeira. Serei o que quiser. Mas tenho que querer o que for. O êxito está em ter êxito, e não em ter condições de êxito. Condições de palácio tem qualquer terra larga, mas onde estará o palácio se não o fizerem ali?" (Fernando Pessoa)

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email