O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 13 de junho de 2009

Começar com um ponto final



Da internet, a definição de PONTO:

"O ponto é um sinal de pontuação que serve para indicar o final de uma frase. Marca uma pausa absoluta. Exemplo: "Eu te amo." Também é usado nas abreviaturas. Exemplos: Mód. = Módulo ou Qnd. = Quando. Representa também a pausa máxima da voz. É usado no final das frases declarativas ou imperativas."

Mas o que???????????

Ô caramba. Ponto e ponto. Ou ponto É ponto? O ponto sozinho, ou acompanhado? Veja como não é tão simples, assim. Essa questão é PROOOOOOOFUNDA:

1) Ele pode vir acompanhado de mais 2 pontos: RETICENCIAS.
Exemplo: Hum, que delícia....

2) Ele pode estar embaixo da EXCLAMAÇÃO, ou seja, fazer parte dela.
Exemplo: Que situação lamentável!

3) Ainda, ele pode estar lá em baixo, completando o ponto de INTERROGAÇÃO.
Exemplo: O que está acontecendo? De onde eu vim? Para onde eu vou?

4) Ele também pode estar com outro ponto abaixo dele, preparando uma nova informação, DOIS PONTOS.
Exemplo: Isso, exemplo: (veja aí os dois pontos, fazendo você esperar algo... reticência! Exclamação. Como assim? Interrogação.)

Numa discussão, ele exerce um fundamental apoio: "Vamos colocar um ponto final nisso." E isso pode ser bom (para evitar maiores acidentes ou estresses) ou pode ser alienante. Tudo depende do contexto.

Viu? Ele tem várias funções. Um ponto não é só um ponto.

Mas.... (olha as reticências) se você está filosoficamente divagando, o ponto no começo pode ser um final. É isso. O final de uma etapa e o inicio de outra. É um ponto meio perdido, assim no espaço. MAS É UM PONTO. Um ponto de apoio, que tal?

PRONTO. E PONTO. Abraços alohianos a todos (ôpa, eu já tinha feito o ponto, desculpa).

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email