O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Trump e a era do politicamente incorreto



Hoje e sempre, surreal líderes como esse chegarem ao poder. Mais uma de suas “belas” frases: "Hillary é uma (não entendi a palavra) dos infernos". 

O que esperar de um líder que pensa e fala assim?

Bem, não precisamos ir longe. O Brasil também tem seus Trump´s. De todos os lados. Às vezes, parece que essas pessoas nunca deixaram a infância. Mas não falo em crianças queridas e boazinhas. Falo daquelas crianças que envergonhariam todas as suas gerações passadas e as que virão.

Quanto mais o tempo passa, menos entendo quem aprecia. Amo empreendedores, e acredito neles como líderes, porque eles foram ao mundo e fizeram acontecer. Fato.

Mas não basta isso. É preciso avaliar quais são seus valores. No que eles acreditam. Caráter em ação.

E sinceramente, não aprecio valores que estimulam ideias retrógradas e preconceituosas. Além de grosseiras. E isso tudo, não envolve somente ele. Envolve muitos outros aqui.

E como já disse: não venha com a ingênua frase de que "nossos problemas são maiores que os deles".

Os EUA são a maior potência do mundo. Imagina o poder do governante desse país? De lá, partirão muitas causas. E consequências. Para o mundo todo. Quem viver, verá.

Cada vez mais, menos entendo como alguém que pensa como ele, consegue convencer pessoas a pensarem e agirem assim. Nada justifica o retrocesso. É importante rever os processos e o sistema. Mas nunca retroceder conquistas humanas da coletividade. Pena. Pensa.


E quanto a muros? Como já disse tantas vezes, jamais entenderei quem defende um muro entre países. Um país não é uma propriedade. Um país deve abrir suas portas. Construir um muro demonstra o quanto uma nação sente-se superior à outra. Triste.

Os objetivos podem ser diferentes. Não deixar sair. Ou não deixar entrar. Mas os resultados, serão os mesmos. Separar. Dividir. Discriminar. E tudo que vier disso. Quem viver, verá. E será a próxima geração que colherá o pior dessa nossa. Lamentável.


LEIA. Tente entender. Transfira para a atualidade. Tente encaixar um líder nessa situação. E se continuar justificando sua defesa a esse líder mesmo assim, assuma: você TAMBÉM É maquiavélico. Tá ligado?

Tem muita gente que não percebe o jogo que esse "senhor" começou. E ainda acha certo. Ele está fortalecendo uma época de intolerância e arrogância. Comecem a perceber as atitudes de outros líderes pelo mundo. Que irão se defender.

Dos EUA, partem atitudes. É tão nocivo o que está sendo feito que é muito maior que qualquer Bolsa de Valores. Quem acompanha as notícias internacionais, entende o que estou falando. Jogos Vorazes em ação. Start the Games. No loosers. But... yes.


Existem empreendedores ditadores. Com um poder empresarial que só aconteceu pela globalização, mas que assumem posturas altamente protecionistas, quando líderes políticos. E existem líderes populistas, que ao chegar ao poder, esquecem do "Para o povo e pelo povo" e só lutam mesmo é pelo próprio poder, fama e benefício. Especialmente, financeiro.

NÃO ENTENDO MESMO. NO WAY. É ainda maior meu motivo de estranheza, aqueles que defendem UM ou OUTRO lado. É. OS EXTREMOS SÃO VERDADEIRAMENTE, ESTRANHOS AO EXTREMO.

Estúpido. Com essa definição, eu concordo. E não falo do acordo.


E por favor, troquem de lugar:


Arnold. Mister President. Não para os americanos dormirem novamente. Para o mundo. A vida pode ser definida como uma High Line.

E você não daria asilo a um refugiado. Entenda mais o mundo. Amplie a visão. Torne-a de longo alcance. PORFA. Tenha visão de MUNDO. Enxergue além de seu umbigo: http://seuhistory.com/noticias/10-refugiados-celebres-que-revolucionaram-historia

Toda muralha ou separação em termos de nação, esconde um segredo. Não compactue com isso. Por mais pontes. Dividir é fortalecer alguém. Um grupo de pessoas. E nunca o coletivo. E please: não compare o muro de um Estado ou país com o muro de uma casa. O muro em um país ou Estado tem a ver com xenofobia. Arrogância. No mínimo. Além do protecionismo à incompetência. Pense mais: http://emais.estadao.com.br/blogs/daniel-martins-de-barros/o-politicamente-correto-e-uma-chatice-para-piorar-ele-tem-razao/


O mimimi não está no politicamente correto. 
Está em quem combate ele.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email