O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Viver rasamente





Quero ter uma vida interessante também. Sempre defendi isso. Por isso... viver intensamente é melhor que "poupar-se" de sofrer. Viver rasamente... no way.

Em Fatos Desconhecidos, de 13 de agosto: “Cientistas estão desenvolvendo uma pílula que promete apagar as suas memórias ruins.”


Essa é uma pílula que jamais tomaria. Sabe por que? Porque são os momentos tristes... nossas dores...
... que nos amadurecem. Evoluir é tirar do sofrimento, aquilo que precisávamos aprender.

Lao Tsé já falou: "Deixai quieta a água lamacenta...
... e ela por si só se tornará transparente. Tudo se esclarece com o tempo."
Incluso aquilo que não é dito. Fale mais. Não deixe nas entrelinhas. Não deixe dúvidas. Seja claro. Ou não se queixe das interpretações.
Tudo que não é dito, pode deixar margens a discussões ou imagens irreais ou injustas. Não existe "neurose" que não tenha uma origem ou um fundo de verdade.

Me cansa gente que se faz. Gente que não sente. Gente que se protege (veja mais abaixo*).


Acredito muito nisso. Mas só percebemos o quanto isso é veramente importante... QUANDO REALMENTE CRESCEMOS.

É isso:

Ou é isso:

Eu, sou assim:

*Postei no Facebook essa imagem, e tive algumas participações, com as seguintes ponderações:
"É de vácuo em vácuo, que se perde as pessoas que realmente um dia, gostaram da gente!"
"O mal do ser humano, é achar que somos incansáveis, que não importa o que aconteça, sempre vamos estar lá, na "prateleira da vida", esperando para tirarem o pó e nos "usarmos" quando for preciso. Tudo é feito de mão dupla, (não é como dizem, que tudo que vai volta) nem sempre o que volta pode ser o esperado, mas com certeza vai ser o merecido."

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email