O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Gente Chiclete



Muito fala-se de assédio. E o foco acaba sendo sempre o assédio sexual. Que é muito feio.

Mas existem outros tipos de assédio, tão feios e chatos, também.

Existe o assédio moral e o assédio psicológico, ambos praticados dentro das empresas de forma descarada e repugnante, e que deixam marcas muito difíceis de serem sanadas.

Com relação ao assédio moral e psicológico no trabalho, pode-se citar colegas, chefes e clientes que cobram totalmente sem noção, o tempo todo, prazos. Vivemos em um mundo onde todos acham que tudo é urgente, urgente-urgentíssimo. Não é assim. A vida tem seu curso, seu tempo, e as atividades no trabalho, também devem ser assim.

Isso tudo gera um stress surreal, desnecessário e que nos deixa doentes. Psicologicamente e fisicamente. Ou o inverso. Ou a ordem dos fatores, não altera o resultado. Resultado que é... gente estressada, infeliz, improdutiva e louca da batatinha.

Mas fica ligado: existem outros tipos de assédio que são mais chatos do que necessariamente nocivos (a não ser, para as relações das pessoas).

O assédio da insistência. O assédio que chamarei de "Assédio de fã", que vem de idolatria, adoração. E é muito chato.

Ok, você vai dizer: mas a admiração, é legal. Certo! Mas entenda: admiração é uma coisa, adoração, outra.

Ela entra em sua vida sem você pedir, tira sua privacidade, aquela pessoa começa a seguir seus passos, começa a achar que entende mais de você, do que você mesmo. Acha-se no direito de dizer o que você gosta, ou não gosta. Segue o que você faz, seus eventos, e assim por diante, mas de uma forma invasiva. CHATA. Indesejável. Ai, que saco!

Entenda, pessoa: NINGUÉM sabe mais de você, do que você mesmo. Não seja chato e tente isolar-se de gente chata ASSIM.

Não tenho paciência com fãs que assediam. Seja fã de alguém, mas nem por isso, sinta-se no direito de invadir sua privacidade. NÃO SEJA INVASIVO.

Tente o contato, mas saiba ouvir o não. Não é porque você admira alguém, que esse mesmo alguém, tem que admirar você. Muito menos, adorá-lo. E mesmo que goste de você e você seja esse fã, não cole demais. Acho chata gente que gruda, ou GENTE CHICLETE.

Nosso mundo está invasivo demais. Isso, definitivamente, é chato. E às vezes até, perigoso.

E nunca esqueça: você não precisa ser famoso para ter fãs assim. Chatos. Inoportunos. Sem limite e sem noção.

Amores não correspondidos, amigas mimimi demais. Tem muita coisa estranha no mundo.


Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email