O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Caçadoras X Devoradoras




Espero realmente que ninguém interprete isso como machista. Porque não é minha intenção. E o que escrevo, nunca é.

Ao contrário: abomino o machismo, o considero burro. Logo, se alguém achar que o texto está machista (mais ao final), por favor, explicarei mais meu ponto de vista.

Também não sou feminista. Apenas enxergo o que acontece e formo minhas opiniões, e percebo sim, que existem muitas atitudes machistas pelo mundo. Praticadas por homens e mulheres.

Em um dia da vida de 2015, vi o anúncio abaixo (omiti a marca para evitar maiores debates), que foi veiculado em uma página de perfil empresarial (fanpage) de uma rede social. Em poucos minutos, gerou tantos comentários contrários, que tiraram da página. Deletaram o post.



Muito infeliz esse anúncio. É o legítimo: EXPLODO MINHA MARCA. Ou EU ME ODEIO. Só pode. Quem criou isso, pecou por uma suposta criatividade "Peppa Pig": SEU BOBINHO! E quem aprovou, vive em outro século. Não nesse.

Ao menos, as reclamações surtiram efeito. Coisas como essas, precisam ser evitadas. E reclamadas.

Sou Publicitária, e sei da responsabilidade social que existe quando divulgamos algo, através da propaganda. Formamos opinião, através dos nossos clientes (seja como Agência) ou nossos empregadores (seja como Departamento de Marketing).

Não podemos criar absurdos e nem deixar de alertar aqueles que aprovam, com o cuidado que se deve ter ao veicular uma campanha. Comunicar é formar opinião. Consequentemente, transformar a sociedade.

E só não percebe o machismo, o racismo ou o preconceito nos dias atuais, quem pratica o próprio.



Mas vamos ao assunto inicial: Caçadoras X Devoradoras. Vamos lá. Poderá ser polêmico. Respira fundo e se joga.

Tenho um amigo, que diz que gosto de colocar coisas e pessoas em caixinhas de definições. Ele não diz que isso é ruim, apenas uma característica. Eu acho, ao menos. Mas não fica mais fácil, assim? Eu acho. E lógico.

Aí alguém vai dizer que relações não são lógicas. O que? Essa é a merdinha. Não ser lógico nas relações, até as viscerais. SIM, cabeção! Podemos ser lógicos. Na real, é do ser humano, pensar. Pensando, você torna-se lógico. Ou deveria. E quanto mais pensarmos, lógicos seremos. Não é ruim ser lógico. É uma delícia. Experimenta, pôxa.

Pois existem vários tipos de mulheres. Homens. Pessoas. Mas vamos fazer filtros (publicitários e profis de marketing, amam filtros).

Nesse texto, vamos analisar uma situação específica. Vale para mulheres solteiras. Que estão buscando relações. Ou uma relação. Enfim, estão a busca de algo. Preferencialmente, alguém. Uma parceria. Para a vida inteira, ou para uma noite. Ou um dia. Ou uma hora.

Não se choca. Você já é bem grandinho ou grandinha para saber que a vida é assim. Não “se faz”. “Semi-virgem”? Não leia. Ou leia e pense. E espere para viver. Pois então, vamos lá.
Mulheres caçadoras:
- Tomam a iniciativa quase sempre
- São intensas, mas nem sempre, com uma inconstância dessa intensidade
- Contabilizam o número de conquistas e amam sua liberdade de escolha
- Pensam o tempo todo em surpreender com sua persona
- Caçam no sentido de buscar constantemente. Mas nem sempre buscam constância. 
- Querem o prazer, tanto o sexual como o sentir-se sensual
- Apreciam a conquista acima de tudo
Mulheres devoradoras:
- Quase nunca tomam a iniciativa, só quando já estão “dentro” da relação, não importa o tempo que tenha a relação
      - São a intensidade em pessoa, mas de forma mais discreta. Não precisam expressar isso na roupa ou modo de ser, necessariamente. Mas no olhar, sim. E nas atitudes, idem
- Fazem da relação uma intensa história
- Pensam o tempo todo em surpreender com atitudes
 - Procuram sentido nas relações, mesmo que breves relações, e quando encontram, investem inclusive e fortemente no sentido carnal
-  Querem o prazer sexual mas procuram dar prazer ao extremo
- Apreciam a repetição quando são conquistadas

Ambas são intensas e decididas. Sabem que relações são compostas de procuras. Respeitam-se e aceitam-se como fêmeas. Têm orgulho de serem mulheres. Com suas diferenças.

PS 1: Lembre que esse é um blog pessoal com opiniões pessoais e que esses exemplos são genéricos. Não exemplificam alguém em especial. Se você encaixa-se em algum deles, legal. Se não e não concorda, crie seu blog.

PS 2: Seja elegante. Por um mundo virtual mais elegante e pacífico para que a vida real seja mais legal.

PS 3: Além de uma guerreira caçadora ou devoradora, toda mulher tem seu lado meigo, doce e feminino. E nem por isso, submisso.

PS 4: O que você é, o que eu sou? Quem lhe teve ou tem, sabe. Quem lhe terá, saberá.



Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email