O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 24 de outubro de 2009

A flor é um engodo e cheiro de tatu morto



Um amigo meu me falou essa frase (oriunda de um professor dele, em seu Mestrado): “A flor é um engodo”. O que será que isso quer dizer?

Bem, minha interpretação é tipo isso, prá gente pensar um pouquinho: A flor é um engodo pois ela esconde o que de mais precioso a planta tem: os espinhos. Precioso? Sim, pois são os espinhos que constroem uma vida. Reforçam o caráter, o espírito. Claro que acompanhados de uma bela flor, mas que esconde o que existe por trás dela.

A vida é assim.

Ela apresenta situações que são verdadeiras flores que escondem espinhos, mesmo sem querer. Espinhos temporários e até mesmo, imaginários. Criados pelos traumas anteriores aquela situação.

E porque as pessoas não são persistentes? Quando enxergam espinhos nas relações, simplesmente boicotam essas relações, impressionando-se só com os espinhos. Pessoas podem ter vários espinhos, mas se você tocar com cuidado, poderá administrá-los...e até mesmo tirá-los. Daí, só restará a flor.

“O futuro a Deus pertence”. E a cada um de nós. E será o que construirmos hoje. Desculpa, mas “O futuro a Deus pertence”, não é das minhas frases prediletas e nem a mais inteligente, pois denota passividade. Prefiro “O tempo é o senhor da razão”. É mais proativo.

Adoro expressões que fazem pensar. “De rachar a placenta” ou “Não vim ao mundo a passeio”, por exemplo. E criei mais essa: “Estou com cheiro de tatu morto ou cara de penico?”. Isso você pode usar quando uma pessoa some inexplicavelmente sem deixar você entender direito o que aconteceu. Ah, e detalhe: tenta reaparecer de vez em quando, prá marcar presença, tá ligado? Querendo colocar você na categoria de estepe... Daí, de vez em quando, dá uma calibradinha no posto, porque se o estepe não é calibrado, quando você precisa, pum: não consegue usar.

Hello! “Se liga bico de luz”: eu e nem ninguém servimos de estepe. Ou ambulância emocional. Somos people, seres pensantes e com expectativas. Não tente transformar pessoas em coisas, como estepes ou ambulâncias, por exemplo. Como já falei antes: egoísmo é coisa séria. Falta de senso coletivo, empatia, essas coisas que seres coletivos precisam ter. Coisa séria. Pá e tal.

E essa, é prá rir um bocadinho, uma piadinha enviada por um amigo querido e inteligente:

CRISE MASCULINA

Quando eu completei 25 anos de casado, introspectivo, olhei para minha esposa e disse:

- Querida, 25 anos atrás nós tínhamos um fusquinha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos em um sofá-cama e víamos televisão em um aparelho preto e branco de 14 polegadas. Mas todas as noites, eu dormia com uma mulher maravilhosa de 25 anos.

E continuei:

- Agora nós temos uma mansão, duas Mercedes, uma cama super King Size e uma TV de plasma de 50 polegadas, mas eu estou dormindo com uma senhora de 50 anos. Parece-me que você é a única que não está evoluindo.

Minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava fazendo:

- Sem problemas. Saia de casa e ache uma mulher de 25 anos de idade que queira ficar com você. Se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que você novamente consiga viver em um apartamento caindo aos pedaços, durma em um sofá-cama e não dirija nada mais do que um fusquinha.

Sabe que fiquei curado da minha crise de meia-idade? Essas mulheres mais maduras são realmente demais! E PRÁ COMPLETAR...

- Querida, me responda, onde está aquela mulher maravilhosa, com seios lindos, a bunda empinada e muito gostosa, com quem me casei?
A mulher responde, sem levantar os olhos do que estava fazendo:

- Querido! Você a comeu... Olhe bem o tamanho de sua barriga!
Amei. Thanks for the good idea, Edy and Raulzito.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email