O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Bom mesmo é ir a luta




Esse cara é um gênio. É um tudo de bom, visionário, pessoa a frente de seu tempo. Tempo que já foi. Mas que sempre está entre nós. Através da imortalidade de pensamentos dele.

Conheça mais do Charles Chaplin, aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Charlie_Chaplin

E porque lhe rendo uma homenagem em meu blog? Simplesmente porque esse texto, que transcrevo abaixo, é excepcional, um dos mais inteligentes e simples que vi. Queria ter sido eu, a escrevê-lo... mas o Chaplin veio antes nesse mundo, e com certeza, ele não veio a passeio...


Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei prá proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, quebrei a cara muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só para escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!

Não passo pela vida… E você também não deveria passar! Viva!

Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é "muito" prá ser insignificante.


Hello! Eu não gostei dele porque o lindão do Rodrigo Lombardi o recitou no Fantástico. Já gostava dele, muito antes. Do texto. Tá bem, e do Rodrigo, também.

Um 2010 inesquecível prá todos. De novo. E de novo.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email