O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 13 de novembro de 2010

Sparking Cultural Movements




Acendendo ou Estimulando Movimentos Culturais.


Estive em uma das palestras do Maxi Mídia Sat Porto Alegre 2010 (organizado pela Starter Comunicação, nessa edição gaúcha do evento), especificamente, aquela que desenvolveu e discutiu o assunto do titulo desse texto.

E vejam o que dizem sobre o assunto, os organizadores do evento:

“A utilização do Movimento Cultural como plataforma de comunicação transforma consumidores em defensores e multiplicadores da marca. Para nossa palestrante (a citar, Ilana Bryant, da StrawberryFrog/Estados Unidos), a estratégia mais correta é desenvolver movimentos "de fora para dentro", que nascem do consumidor e envolvem a marca. Nesse sentido, é preciso criar elos de conexão autênticos entre as duas partes, construindo comunidades, inspirando ações e criando ferramentas e oportunidades para integração entre as pessoas e as empresas.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Transmito prá vocês, algumas questões sobre a palestra:

- Movimentos culturais e pró-criação com consumidores: relevância cultural gera burburinhos, noticias e defensores da marca. Baseados em valores e filosofia de uma marca. Ligação emocional com a comunicação.
- Existe algo de errado com a propaganda de antigamente, feita agora. No passado, era mais fácil, poucas marcas e as famílias sempre juntinhas, com poucos produtos. As pessoas estão cada vez menos ligadas na propaganda, tempo compartilhado com a informação. Nosso cérebro deleta/filtra informações.
- Convergência digital com novas tecnologias, redes sociais, marketing focado, marcas precisam ser transparentes.
- Movimento marketing cultural x propaganda tradicional (esse tem uma via só e é individual; o primeiro envolve a mídia social e é coletivo).
- Marketing tradicional fala dos benefícios do produto e o marketing cultural, dos valores da marca.


Vejam alguns cases interessantes do que estamos falando aqui:


- Apple = exemplo de comunidade única
- Cola Pritt = criatividade constrói pessoas
- True North = relevância cultural
- Earth Hour = milhões de mídia em cobertura gratuita
- Campanha Pepsi = faça download de sua idéia
- Sabra = experimente o produto


Veja mais cases aqui: http://peraltastrawberryfrog.tumblr.com/page/4

Questões relevantes na Mídia de Movimento Cultural:

1) Como está sua marca? É relevante? Cultura da marca liga as pessoas?
2) Catalizar isso na cultura das pessoas
3) Ative a idéia, não simplesmente anuncie (intervenções com a comunidade)
4) Anuncie esse movimento
5) Provoque as pessoas para entrarem nessa causa
6) Mensure o movimento e ligue as pessoas nisso


Gostei, concordo e acho plenamente viável. É uma questão cultural, inclusive, das empresas e dos empresários. E julgo que possa ser praticado por todas empresas, basta querer e estar disposto a muito trabalho. Sim, porque com certeza, dá mais trabalho do que anunciar na TV, no Jornal ou no Rádio. Tem mais elaboração, com certeza. E não impede que se faça o tradicional, claro que não: um pode complementar o outro.

E gerar ações genuinamente vindas das pessoas, para as pessoas. Isso é a melhor e mais completa comunicação.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email