O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

sábado, 9 de outubro de 2010

Nosso Lar




Esse filme mexe com a alma. Veja: http://www.youtube.com/watch?v=3EcOGAxYPHo&feature=related

O livro: http://www.sej.org.br/livros/lar_br.pdf

Sabe, eu o assisti. E chorei do inicio ao fim. Não tenho muito o que falar. Mas uma coisa: I BELIEVE.

Desculpe aos céticos de plantão. Desculpa aqueles que são racionais o tempo todo. Desculpe a quem acha que isso é coisa do “demo”. Tem que sentir.

Quanto a parte técnica do filme? Bem, sou apreciadora cinéfila, não crítica: considero que a produção é boa, envolvente. Outro ponto: saímos daquela linha de fazer filmes brasileiros falando sobre pobreza e violência (que são nossa realidade, sim. Mas a gente tem mais que isso, né mesmo?). E ao contrário do que alguns críticos falam, dizendo que o texto é professoral e chato ás vezes, não concordo com “chato”. Qualquer filme que envolva filosofia, sempre será “professoral”. E isso não é chato. Só tem que pensar, pensar mais.

Eu acredito, mas também acredito que cada um tem que acreditar a seu tempo... para alguns, o filme não toca na alma. E tocar ou não tocar na alma, é coisa de tempo. O tempo pessoal e único. Independente de crença ou fé. É SENTIMENTO. É EMOÇÃO. É LÓGICA.

Um comentário:

Por que você faz poema? disse...

Li o livro ainda criança, influenciado por minha vó, voltei a reler adolescente e agora fui assistir ao filme.

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email