O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Síndrome de Clara: geração de monstros (???)




É muito triste esse tema. Chocante. Horrível termos que abordá-lo. Mas real. E infelizmente, cada vez mais atual. Tem sido cada vez mais “normal”, conhecermos ou vermos situações, divulgadas nas noticias ou no boca-a-boca, que revelam histórias de crianças que são molestadas.

E o pior de tudo, é que muitas vezes, infelizmente, essas crianças tornam-se adultos extremamente problemáticos. Monstros. Ou que tem que lutar eternamente com seus monstros internos. Claras e Gersons.

Vide os casos da Clara e do Gerson, da novela que terminou a pouco, “Passione”. Ficção ou mundo real?

Veja opiniões de quem estuda mais a fundo, o assunto:

http://www4.familia24horas.com.br/cf/misc/pedofilia/index.htm

http://www.clinicadalma.com.br/interatividade/artigos/artigo.asp?sid=12

http://veja.abril.com.br/050504/p_152.html

Será que são os pais, parentes, amigos, os responsáveis pela formação da personalidade de uma pessoa, desde a sua infância?

E será que as expectativas que colocamos em nossos filhos, netos, sobrinhos, podem ser tão gigantescas que exatamente isso nos afaste deles?

Veja o filme “Todos estão bem”, que trata de forma inteligente e suave, sobre mentira (no pretexto de “poupar” quem se ama, omitindo a verdade) e cobrança (colocando nossas próprias expectativas e sonhos, nos ombros dos outros).

É fundamental a influência que deixamos em nossas crianças. Influências boas e más. Um case de boa influência, veja aqui:
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3147037.xml

Vamos todos gerar menos monstros pelo mundo.
Menos Claras da novela. E cada vez, gente mais clara. Verdadeira.

Cuidado: não transforme a criança do presente em um monstro do futuro. O monstro que ela enxerga hoje pode ser você. E um dia, poderá ser ela mesma.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email