O que você encontra aqui?

Coisas do mundo e conceitos da autora, que tem uma visão contemporânea do comportamento humano.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Amar não é aceitar o outro como ele é e pronto


Acredito nisso. E acredito que não existe a perfeição.

Você vai sofrer quando amar. Algumas vezes, sim.

Você vai sorrir, vai vibrar. Vai se irritar. Vai brigar. Discutir.
Vai achar o outro imperfeito. Vai criticar. Vai sim. Chorar.
E outras vezes, tudo isso, não. Nem sempre tudo serão flores. Ou espinhos.
E nem por isso, vai ser algo que você deva fugir. Amar é bem bacana. Especialmente, quando não somos sacanas. Rimou.
E ainda pior de ser sacana com o outro, é ser sacana conosco. Com nossos sentimentos.
Desperdiçar o amor porque buscamos a perfeição é a mais completa imperfeição.


E quando você ama mesmo... você não aceita simplesmente o outro como é.
Você o complementa naquilo que considera que pode ajudar a melhorar. E caso não seja o melhor, sem problema: o melhor é relativo e evolutivo. O que não pode, é achar que aceitamos simplesmente por amar. Isso não existe.
Isso é amor mimimi.
Amor de verdade... tem ajustes. Rejuntes. Juntos.

Nenhum comentário:

EBAAAA! Bom te ver!


Penso, logo, existo. E... se você está aqui, quer saber como eu penso. Se quer saber como eu penso, no mínimo, é curioso.


Curiosos ALOHA fazem bem para o mundo. Então, é nós no mundo, porque não viemos aqui a passeio!


Busco uma visão de longo alcance, sem aceitar verdades absolutas, preservando valores ALOHA, que são o ideal para um mundo mais honesto e verdadeiro.

Assuntos desse blog

Siga-me por email